Em 07/03/2018

 

Dezenas de cães são trucidados em prédio da Justiça e Saúde de Igaracy está sendo acusada pelo crime

 



          Por Redação da Folha – A cidade de Igaracy amanheceu nesta quarta-feira, 7, tomada por uma polêmica. O problema é que dezenas de animais domésticos, especialmente cães, foram encontrados mortos dentro de um prédio abandonado do judiciário, o que revoltou muitos moradores, principalmente depois que um vídeo ganhou as redes sociais e à imprensa estadual mostrando o trucidamento.

          Muita gente culpa a secretaria de Saúde do município, que é comandada por um veterinário, pelo massacre contra os cachorros, o que é um crime ambiental e de maus tratos contra animais, e o próprio secretário, Carlos Maia, admitiu que autorizou o sacrifício dos cães por meio de envenenamento por considerar que muitos estavam doentes e outros encontravam-se abandonados.  A cidade não tem centro de zoonose para acolher e tratar animais em situação de rua, uma omissão da Prefeitura que os cães pagaram com a própria vida. Revoltados, muitos moradores disseram que alguns dos animais capturados e mortos tinham dono e estavam sadios.  “A morte também não foi por injeção letal, pois no local tem muito sangue e há relatos de que muitos foram mortos a pauladas”, disse um jovem em uma rede social.

                Durante toda essa terça-feira uma caminhoneta e alguns prestadores de serviço da Prefeitura circularam pelas ruas da cidade capturando animais, mas as pessoas não imaginavam que o destino dos cachorros seria a morte, uma vez que a secretaria informou que eles seriam tratados e encaminhados para canis fora da cidade, mas todos foram sacrificados dentro do prédio projetado para funcionar o fórum judiciário da cidade, o que se transformou em cemitério de cães.

           

 

Obra jornalística protegida pela Lei nº 9.610/98. Proibida a reprodução.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Informes & Opinião

 

 

 

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados