Em 04/12/2017

 

Município mais jovem do Vale exagerou no combustível e deverá ser mais um investigado

 



            Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - O município de Santa Inês, que é o mais jovem do Vale e tem pouco mais de 3,5 mil habitantes, está entre as Prefeituras regionais e do estado que mais vêm gastando com combustíveis este ano, conforme levantamento da Folha junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). Uma constatação que poderá dar muita dor de cabeça ao prefeito João Nildo.

            Em nove meses, de janeiro a setembro, a Prefeitura local consumiu R$ 441,3 mil com gasolina, óleo diesel e outros produtos petrolíferos, um valor considerado alto para as avaliações do TCE, conforme aponta o índice de eficiência dos gastos criado recentemente pelo órgão, que foi de 35%. O percentual é resultado do confronto entre as despesas efetuadas e a real necessidade da frota para o percurso e quilometragem revelados.

            Os gastos de Santa Inês são quase três vezes maior o que consumiu Igaracy (R$ 164,49 mil) no mesmo período, município de população (6,1 mil habitantes) bem maior do que a de Santa Inês e o que menos gastou com combustíveis no estado até o nono mês do ano, ficando com 100% no índice de eficiência.

           Sobre os setores administrativos mais demandados, a Prefeitura santineense informou ao TCE que os maiores gastos com combustíveis foram efetuados pelas secretarias de Saúde, a qual consumiu R$ 156,60 mil, e Educação, responsável por R$ 129,93 mil de despesas.

           A corte de contas já informou que os municípios de baixo índice de eficiência no gasto com combustíveis passarão por uma investigação e, confirmando alguma discrepância, acionará o Ministério Público para as medidas judiciais cabíveis. No Vale, além de Santa Inês, Boa Ventura e Coremas também serão alvo de investigação.

 

 

 

 

 

 

 

 

Informes & Opinião

Folha do Vale www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados