Em 11/05/2018

 

Prefeitura de Conceição oficializa contrato de mais uma atração para sua festa junina

 



         Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - A Prefeitura de Conceição publicou oficialmente nesta sexta-feira, 11, extrato de contrato de mais uma grande atração musical para o tradicional São João do município, que deverá ocorrer entre os dias 20 e 23 do próximo mês de junho. É o grupo Os Três do Nordeste, que custará R$ 25 mil para um show de 1h40 e, assim como as outras atrações, foi contratado sem a realização de licitação. A programação oficial da festa ainda não foi divulgada, mas sete atrações já estão confirmadas.

        A nova atração musical contratada deverá se apresentar no dia 21. Para essa data já tinha sido contratada a cantora Samyra Show, por um cachê de R$ 50 mil e uma apresentação de 1h50 de duração, conforme publicou a Folha no mês passado.

         Para a abertura da festa, no dia 20, os artistas contratados foram a cantora Márcia Fellipe, no valor de R$ 110 mil, a mais cara entre todas as atrações; e o cantor Gabriel Diniz, por R$ 90 mil. Ambos farão uma apresentação mínima de 1h30 cada.

         Já para o dia 22, foram contratados o cantor Felipão, por R$ 60 mil, com show que deverá durar, pelo menos, 1h40; e a dupla Zeca Bota Bom e Elson Vaqueiro, por R$ 25 mil, que deverá ficar no palco por até 1h50.  

            Com a contratação dos Três do Nordeste, sobe para R$ 360 mil os gastos iniciais da Prefeitura de Conceição com a festa junina local. Mas os valores do evento poderão ser ainda maior, quando forem somadas despesas com  a estrutura da festa e gastos com hospedagem e alimentação, além da contratação de outros artistas, sobretudo locais.

          TCE de olho nos gastos - Nessa quarta-feira, 9, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) encaminhou ofício circular a todos os 223 prefeitos da Paraíba renovando advertência aos gestores municipais no sentido de não exagerarem nos gastos com festas juninas “em detrimento de obrigações, entre outras, como pagamento de salários, de fornecedores, previdência e de despesas com saúde e educação”.

           De acordo com o TCE, as Prefeituras que realizarem os eventos devem remeter toda documentação contratual e de gastos “no prazo de até 30 dias contados do último dia do mês da festividade”.

            Em constatando excesso nos gastos e desordem nas contas municipais em razão  disso, os gestores poderão ter reprovadas as contas do exercício financeiro deste ano.

 

              Obra jornalística protegida pela Lei nº 9.610/98. Proibida a reprodução.

 

 

 

Informes & Opinião

 

 

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados