Em 13/01/2021

 

Marcada audiência para oitiva de testemunhas em ação que apura compra de votos em Boa Ventura

 



       Por Redação da Folha – Uma Ação de Investigação Judiciária Eleitoral (Aije), que tramita na 42ª Zona Eleitoral, com sede em Itaporanga, apura uma suposta prática de abuso do poder econômico nas eleições municipais passadas pela então candidata à sucessão de Boa Ventura, Talita Lopes, do partido Republicanos, que terminou eleita nas urnas, mas corre o risco de perder o mandato.

        Segundo a denúncia apresentada à Justiça Eleitoral pela coligação adversária, Boa Ventura Para Todos, encabeçada por Miguelzinho Estanislau, do partido Solidariedade, a candidata Talita foi beneficiada pela captação ilícita de sufrágios, ou seja, pela compra de votos. Sua tia e então prefeita, Leonice Lopes, também é investigada na ação eleitoral.

        A coligação autora da Aije anexou à petição áudios e vídeos que, segundo a denúncia, provam que o grupo político mandatário liderado por Leonice e Talita usou do poderio financeiro para comprar votos e ganhar a eleição. As partes e testemunhas do caso serão ouvidas em audiência marcada pelo juiz eleitoral Antônio Eugênio para o dia 3 de fevereiro, a partir das 9h da manhã.

 

 

 

 

 

 


 

 

 
Informes & Opinião

Folha do Vale - www.folhadovali.com.br
Av. Padre Lourenço, nº 392 - Itaporanga - Paraíba
©2010 - Todos os direitos reservados